Se você é dono de um negócio ou um funcionário muito envolvido com sua empresa, você provavelmente se preocupa demais com “os outros caras”. Há tanta agressividade e constante mudança na dinâmica da concorrência que é maravilhoso que sejamos capazes de dormir com todas as coisas com que temos de nos preocupar. Talvez estejamos olhando a concorrência da maneira errada.

Por que a concorrência é uma coisa boa? | WSI Marketing Digital

Nós todos somos consumidores, certo? E, como consumidores, nós esperamos excelentes produtos e excelente atendimento das empresas que gostamos. Nós queremos novos e melhores celulares a cada ano. Nós esperamos que o próximo restaurante sirva a melhor comida que já provamos. Queremos que nosso par de sapatos novo seja mais confortável e dure mais que nossos antigos. E, sejamos honestos, quando algo sai errado, esperamos que essas empresas ajam rapidamente e façam as coisas certas.

Em todo caso, somos nós, enquanto consumidores, que guiamos essa concorrência – os negócios estão simplesmente reagindo e buscando atender nossas demandas.

Quando você volta o seu olhar para a perspectiva de negócios, fica claro: a concorrência é uma coisa boa. Somos “forçados” a entregar mais para o cliente ou consumidor e manter nosso empenho em entregar as experiências que prometemos. Em vez de perder sono, você deveria olhar para a concorrência como uma maneira de melhor e expandir seu negócio continuamente. Enquanto você mantiver essa energia, não haverá tempo para se preocupar.

Observe, mas não se distraia

Não se preocupar – ou pior, tornar-se obsessivo – com as atividades de seus concorrentes é mais fácil falar do que fazer. Mas, lembre-se, seu negócio ainda é seu negócio. Só porque seu concorrente mais próximo lançou um produto novo, não significa que você também tenha que lançar uma nova oferta. E se o produto lançado pelo seu concorrente falhar completamente? Atividade não necessariamente significa progresso e, a menos que você tenha grampeado o escritório da concorrência, você não terá como saber exatamente o que se passa por trás das portas fechadas.

As chaves para observar seus competidores de uma maneira sadia incluem utilizar o conhecimento que você reuniu para tomar decisões inteligentes para o seu negócio e não ficar frustrado com o que você vê. Ao final do dia, o aspecto mais benéfico em observar seus concorrentes é usar isso como um impulso para sua criatividade dentro das suas campanhas de marketing.

Mantenha o foco da sua visão

Se você processar as informações de maneira errada, analisar seus concorrentes poder ser uma experiência incapacitante. Quando você começa a indagar suas próprias ações e questiona se você deveria fazer algo só porque seus concorrentes fizeram, você precisa manter uma certa distância dos dados que você tem observado.

Nossa Visão: Por que a concorrência é uma coisa boa? | WSI Marketing Digital

Nunca perca de vista a missão, os valores e a visão do seu negócio. Copiar a estratégia do seu concorrente, só porque você viu que funcionou para ele, é perda de tempo! Você começou seu negócio por uma razão e se você perder o foco do que você mesmo propôs, logo se arrependerá. E, como já mencionamos, você não tem toda informação relevante; seu concorrente talvez tenha diferentes para objetivos para o negócio, então copiá-lo não ajudará você conquistar seu próprio sucesso.

A maneira correta de tirar vantagem da análise de concorrência é utilizá-la como combustível para a produtividade e a melhoria dos serviços que você oferece, tanto como aperfeiçoar sua estratégia de marketing e sua proposta diferenciada de negócio.

Vale a pena conhecer os dados dos concorrentes

Apesar do perigo se frustrar ou perder seus objetivos de vista, existem algumas métricas de seus concorrentes que definitivamente valem a pena conhecer. Por exemplo, manter o controle sobre as tendências do ranking de palavras-chave permitem que você possa otimizar seu website para uma palavra-chave em particular em que seu concorrente está bem posicionado. Você pode não conseguir tirá-lo do primeiro lugar dos resultados da pesquisa, mas pode manter-se na primeira página e um pouco do tráfego deles para o seu site.

Aqui estão algumas outras áreas em que vale a pena analisar seus concorrentes:

Link Profile: se seus concorrentes estão recebendo links de alta-qualidade (sites de grandes empresas e publicações), então eles estão superando você nos resultados de buscas. Garimpe os link profiles de concorrentes para ideias e métodos de link building.

Conteúdo atualizado: além da qualidade, um bom conteúdo é também relevante, no tempo certo e atualizado. Observe o que seus concorrentes estão fazendo para manter seu conteúdo atual e faça melhor, criando conteúdo que consiga ser atual mesmo muito tempo depois (Evergreen Content) sempre que possível.

Reputação online e atividade: essa é fácil e provavelmente acontece naturalmente se você estiver ativo com sua própria presença digital. De qualquer maneira, é importante conhecer como seus concorrentes são vistos nas mídias sociais por seus públicos.

Conversão: Na disputa pela atenção na internet, conversão é crucial. Será difícil conseguir dados de conversão de seu concorrente, mas com certeza você pode passar você mesmo pelo funil de conversão da concorrência e ver como e quando eles direcionam seus potenciais clientes para uma compra.

Remarketing e Display: simplesmente acessando o site de seu concorrente e monitorando onde seus anúncios aparecem na Internet já conta para você tudo que você precisa saber sobre suas estratégias de remarketing e exibição de displays. Se nenhum de seus concorrentes estão usando esse tipo de anúncio ainda, já pode ser a oportunidade de uma enorme vantagem competitiva para você!

Site: outra que é fácil de fazer, continuar acessando e usando o site do seu concorrente é uma ótima maneira de aprender sobre a experiência digital de seus clientes. Se você sabe tudo sobre a experiência de potenciais clientes no site do concorrente, você pode garantir que a experiência que você proporciona seja melhor.

Então é só isso, nada demais! Tudo bem, isso é mentira, é muito trabalho sim, mas ao menos você sabe agora que vale a pena enfrentar o desafio – e também como evitar os erros comuns. Com o entendimento adquirido de como uma análise da concorrência pode melhor seu negócio, recomendamos que você faça uma análise completa uma vez ao ano e uma avaliação de benchmarking a cada trimestre.

 

Este artigo foi traduzido e adaptado da publicação original do blog da WSI World.